quinta-feira, 24 de Abril de 2014

Atlantida , Ninguem dá mais que 13 milhões

Foram abertas as três propostas para a compra do ferry Altantida, mas nenhuma foi alem dos 13 milhões de euros. Uma proposta portuguesa, uma grega e uma holandesa foram as três únicas propostas apresentadas, sendo a mais alta a portuguesa no valor de 13 milhões, o que fica muito aquém da ultima avaliação feita ao navio que o avaliava em 29 milhões de euros. Ver noticia aqui



Foto: www.jornaldenegocios.pt

Msc Sinfonia entrando no porto do Funchal

MSC Sinfonia chgando ao Funchal 












© Fotos: João Conceição com direitos reservados

Queen Victoria chegando ao Funchal

O imponente navio "Queen Victoria" chegando ao Funchal na manhã de hoje






© Fotos: João Conceição com direitos reservados

Roaz estreia no Porto Santo

Logo pela manhã atracou pela primeira vez no porto do Porto Santo, o navio cimenteiro "Roaz"para efectuar uma descarga de cimento a granel no terminal de Porto Santo. Este serviço é habitualmente efectuado pelo "Ponta de São Lourenço". que está a caminho dos Açores, onde deverá chegar no próximo sabado

Caracteristicas:
Comprimento: 82.5 metros
Boca: 13.2 metros
Tab:2.169 ton
Ano construção: 1991
Porto registo, Madeira
Imo: 8921963
MMSI: 255929000








© Fotos Elvio Leão com direitos reservados

segunda-feira, 21 de Abril de 2014

Island Sky na Graciosa

Fotos do "Island Sky" na Graciosa, Açores onde atracou no Sabado ás 19.30 e saido no Domingo de Pascoa as 12.30. Fotos gentilmente cedidas por Manuel Bettencourt autor do blog O Porto da Graciosa 











© Fotos : Manuel Bettencourt  com direitos reservados http://oportodagraciosa.blogspot.pt/

sábado, 19 de Abril de 2014

Sewol a historia do naufragio

Reportagem da CNN do naufragio do "Sewol"






Caracteristicas:
Nome: SEWOL.
Tipo de Navio: Navio Ro/Ro de Passageiros e Viaturas.
IMO: 9105205.
Indicativo: 121832.
MMSI: 440000400.
Bandeira: Coreia do Sul.
Porto de Registo: Incheon.
Donos e Operadores: Chonghaejin Marine Co. Ltd.- Incheon, Coreia do Sul.
Ano de Construcao: 1994.
Data de Entrada ao Activo: 21/06/1994.
Estaleiro: Hayashikane Dockyard Co. Ltd.- Nagasaki, Japao. Casco#1006.
Comprimento Fora a Fora: 145,61 metros.
Comprimento entre Perpendiculares: 132,00 metros.
Boca: 22,00 metros.
Pontal: 14,00 metros.
Calado: 6,26 metros.
Arqueacao Bruta: 6,586 toneladas.
Porte Bruto: 3,981 toneladas.
Numero de Passageiros: 804.
Numero de Cabines: 52.
Numero de Tripulantes: 36.
Numero de Camioes: 60.
Numero de Automoveis: 90.
Gruas: 1 de tonelagem desconhecida.
Potencia de Maquinas: 13,240 kw (18,002 hp), 520,00 rpm. 2 helices FP.
Velocidade de Servico: 21,50 nos.
Potencia de Geradores Auxiliares: 2,880 kw.
Numero de Thrusters: 1.
Nome Anterior: Ferry Naminoue (1994-2012).






Informação cedida por Paul Peixoto 

Chegada do Silver Cloud

Chegada do "Silver Cloud" ao porto do Funchal. Com proveniencia de Fort Lauderdale, o "Silver Cloud" chegou ás 12 e sai ás 18 para Cadiz.





© Fotos : João Conceição com direitos reservados

Minerva em manobras no Funchal

"MV Minerva" em manobras ontem no Porto do Funchal, onde chegou ás 13.30 proveniente de La Palma ,tendo saido hoje ás 17 com destino a Casablanca.







© Fotos: João Conceição com direitos reservados

sexta-feira, 18 de Abril de 2014

Há estudantes vivos dentro do ferry que naufragou na Coreia do Sul

O pai de um dos estudantes , passageiro do ferry que naufragou ontem na Coreis do sul, recebeu uma mensagem do filho dizendo " Estou vivo, há estudantes vivos, salvem-nos rápido", o que vem confirmar a existência de estudantes vivos dentro do ferry "Sewol"
Continuam desaparecidos 282 pessoas e 14 mortes confirmadas, estando ainda por apurar as causas do acidente, havendo contudo relatos de sobreviventes que dizem que sentiram um ruído forte, indicando que o navio teria chocado com alguma coisa.









sábado, 12 de Abril de 2014

"Alva" volta a visitar o Porto Santo

O navio escola sueco "Alva" voltou ao Porto Santo depois de ter cá estado em 09 de Abril 2012,  ou seja dois anos depois, tendo atracado no contra-molhe do porto da Ilha Dourada durante a tarde.










© Fotos: Elvio Leão com direitos reservados

quinta-feira, 10 de Abril de 2014

Mentira torna-se verdade

Depois de uma brincadeira do dia 1 de Abril, dia das mentiras, sobre navios que usam a agua do mar como combustível, eis que surje uma noticia , desta vez verdadeira sobre navios que usam um sistema idêntico.
 Este é o artigo publicado pela Exame Basil  que transcrevo .

"""São Paulo – A Marinha americana e pesquisadores dos Estados Unidos criaram uma nova maneira de produzir combustível. Ao invés de usar o petróleo como fonte, os cientistas usaram água do mar. Graças à nova tecnologia, a Marinha dos Estados Unidos prevê diminuição no fluxo de transporte do combustível, além da queda da dependência do petróleo.
 Com a nova técnica, os cientistas usaram água do mar para extrair dióxido de carbono e hidrogénio em estado gasoso. Com os gases é fabricado então o hidrocarboneto líquido (mesmo tipo de composto encontrado em combustíveis como a gasolina), que é a substância que é usada como combustível. A Marinha não forneceu mais informações sobre o processo de conversão da água em combustível.
De acordo com os pesquisadores, usando esse processo se chega a um combustível que não tem aspecto nem cheiro muito diferentes em comparação com o líquido que vem do petróleo.




“Se você não quer ter de desenvolver novas engenharias para todo navio, todo tipo de motor, todo avião, então temos que usar um substituto que pareça, cheire e essencialmente seja o mesmo que qualquer tipo de combustível derivado de petróleo”, afirmou Philip Collum, Vice-Almirante da Marinha dos EUA à AFP.
A expectativa da Marinha americana é que em dez anos os seus navios de batalha sejam capazes de gerar o próprio combustível usando água do mar. Isso acabaria com a dependência do petróleo. Também evitaria que navios precisassem se retirar de posições chave de batalha para ter acesso ao combustível. Hoje, a Marinha dos EUA usa 15 navios apenas para transporte de combustível até os barcos estacionados.
A nova técnica está sendo vista pelos pesquisadores como um grande avanço. Espera-se que o combustível seja usado não somente para alimentar navios, mas também aviões. Os cientistas fizeram o primeiro teste do combustível em um pequeno avião modelo usando motor à combustão."""

Fonte informação Exame Brasil