segunda-feira, 25 de julho de 2016

Tall Ships em Lisboa

Chegaram no dia 22 de Julho e partem hoje. São os mais belos navios do mundo, veleiros classicos que durante 4 dias embelezaram Lisboa, Navios emblemáticos como  gigante Americo Vespuchi,, o Alexander Von Humbold II, ,e o Chistian Radich entre muitos outros deram uma nova vida á capital portuguesa.

Ver tudo aqui

Foto Wikipedia.org





Lobo Marinho com horário diferente no passado fim de semana

Como é ja habitual, no ultimo fim de semana de Julho, o ferry Lobo Marinho alterou o seu horario de sábado e domingo.
Assim, no sábado o navio não efectuou a viajem de regresso ao Funchal, pernoitando na ilha dourada, e regressando ao Funchal ás sete da manhã de domingo, regressando ao Porto Santo ás 10.30, voltando a sair para o Funchal ás 14 horas. Na ultima viajem do dia o ferry saiu do Funchal ás 19.00h e do Porto santo ás 22.30.

Neste mês de Julho o Lobo Marinho tem registado excelentes níveis de ocupação tanto a nível de passageiros como a nível de cargas roladas, automóveis, camiões carrinhas e contentores, esperando-se a ocupação do navio seja superior a 2015.


quinta-feira, 21 de julho de 2016

Submarino nuclear colide com navio mercante

Por volta das 13.30, o submarino nuclear ingles  "HMS Ambush" da classe "Astute" colidiu com um navio mercante no decorrer de um exercício na costa de Gibraltar. O submarino sofreu pequenos danos sem no entanto haver feridos, nem perigo nuclear.
O HMS Ambush chegou a Gibraltar esta tarde para serem feitas verificações ao casco.




Foto Wikipedia


Express Santorini nos Açores

"Express Santorini" a navegar entre a Terceira e S. Jorge, fotografado em frente a Ponta das Contendas, por Mário Silva.






© Fotos Mário Silva

sábado, 16 de julho de 2016

Laura S numa manhã de sabado

O porta contentores da Box Lines "Laura S" voltouj ao Porto Santo em mais uma escala quinzenal, tento atracado depois da da saída do Lobo Marinho, que o correu ás 22.30.
O "Laura S" descarregou e carregou logo apos a chegada, tendo no tentando só saido do Porto Santo ás 9.45h rumo a Lisboa


quarta-feira, 13 de julho de 2016

O afundamento da Corveta General Pereira D'Èça


Os trabalhos começaram logo pela manha. Por volta das sete e meia ja eram maquinas e pessoas num burburinho normal para estas situações. Para a operação de afundamento da corveta deslocaram-se ao Porto Santo os rebocadores da Apram "Ponta do Pargo" e "Boqueirão" o salva vidas do ISN "Sr. Jesus das Chagas", o salva vidas do SANAS "Salvador do Mar", e .o Patrulha "Cacine".
Depois de cerca de uma hora de atraso, a corveta largou o ultimo cabo e os dois rebocadores, um a proa e outro á popa afastaram-na do cais onde haviam decorridos os trabalhos de preparação para a conduzirem ao destino,
Depois de posicionada, foram armadilhados os explosivos e também com um atraso de 40 minutos. a corveta explodiu e rapidamente se afundou em nada se comparando com o lento afundar no ano 2000 do "Madeirense".









Logo pela manhã, o contra molhe estava cheio de embarcações  que vieram dar apoio a esta operação


Grande azafama  para tentar cumprir o estipulado











Navio ja posicionado mas com orientação diferente do seu vizinho Madeirense,, tendo a corveta ficado com a proa virada para sudoeste e o Madeirense para nordeste como documenta uma foto do afundamento do Madeirense








© Fotos Elvio Leão







segunda-feira, 11 de julho de 2016

Funchalense 5 e Monte Brasil no Caniçal

Dois porta contentores bem nossos conhecidos, "Monte Brasil" e" Funchalense 5".
 O primeiro atracou ás 08h proveniente de Leixões e com o mesmo destino.


O segundo," Funchalense 5" atracou ás onze horas proveniente de Lisboa e com destino a Leixões.






© Fotos: Sergio Ferreira





 Click Here

Kawasaki Heavy Industries desenvolve navio para transporte de hidrogenio

A Kawasaki Heavy Industries, em parceria com a Royal Dutch Shell esta a desenvolver um navio para transportar hidrogênio liquido.
Desde ha alguns anos que a Kawasaki Heavy Industries estuda este tipo de transporte, mas agora, com o interesse da Shell em explorar a produção de hidrogeno na Australia a partir de  lenhite, abundante nesta zona do globo, o projecto toma outra prioridade prevendo-se que a partir de 2020 os navios transportadores de hidrogénio liquido singrem os oceanos.


Foto Kawasaki Heavy Industries