terça-feira, 18 de setembro de 2018

Estivadores de Portugal fazem greve de 24 Horas


Os sindicatos dos estivadores portugueses vao realizar uma greve de 24 horas no dia 20 de Setembro, paralisando as operações portuárias em Leixões e Lisboa.
O período de greve que começou em 10 de Setembro, terminará a 8 de Outubro. No entanto, a greve  é só aos períodos extraordinários, exceto para o dia 20 que terá paralisação total .
As companhias de navegação já anunciaram medidas.

Veja Também Greve de 5 dias fecha portos de todo o pais

Esta greve afetará, infelizmente, as atividades normais nos portos de Leixões e Lisboa, principalmente chegadas e partidas de embarcações.
Os sindicatos pedem a liberdade de filiação sindical e expressam seu protesto contra a crescente proliferação de práticas antissindicais nos portos portugueses.



"HHLA IV" carrega a maior hélice do mundo


No domingo passado, um guindaste flutuante pertencente à Hamburger Hafen und Logistik AG (HHLA) carregou a maior hélice do mundo num navio porta contentores.

Foto MaritimeExecutive

Foto MsritimeExecutive

Veja Tambem Vanguard transporta Costa Concordia


A HHLA (um dos operadoras do porto de Hamburgo) frequentemente é chamada a proceder ao carregamento de peças de grande tonelagem, fabricadas pela metalúrgia “Mecklenburger Metallguss GmbH” (MMG). No entanto, esta foi a da maior hélice ate agora fundida em todo o mundo, com um peso de 110 toneladas e um diâmetro de 34,5 pés. Essas cargas não podem ser contentorizadas. Os guindastes STS não tem capacidade para cargas superiores a 100 toneladas, de maneira que foi um guindaste flutuante “Heavy Lift”para conseguir carregar a monstruosa hélice.





Hyundai Supreme Foto Fleetmoon

Veja Tambem Seven Boralis, mais um heavy lift


A hélice foi fundida na fábrica do interior de Mecklenburger, na Pomerânia, de onde foi transportada para Hamburgo e armazenada temporariamente em um cais próximo ao terminal de contentores da HHLA Tollerort até ser carregada. No domingo de manhã, o navio guindaste de 200 toneladas “HHLA IV” levantou-a da plataforma de transporte e levou-a através do porto até o Hyundai Supreme . O “HHLA IV” colocou-se ao lado do HyundaiSupreme  e lentamente elevou a hélice , colocando-a no porão.

Guindaste Flutuante HHLA IV Foto Shipspoting


Na mesma noite, o Hyundai Supreme zarpou para Busan onde deverá descarregar a hélice  no movimentado porto sul-coreano,  sendo depois levada para o estaleiro da DSME, onde será instalada a primeira geração de navios porta contentores de 23.000 TEU da MSC ,os maiores do mundo.



mais-receitas-vida-pratica-mrec

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

O ferry "Villa de Teror" efetuou esta manhã a primeira saída para o mar.


No estuário de Vigo, o novo ferry da transmediterrânea iniciou hoje, uma serie de testes onde se destacam os de estabilidade, velocidade e dos vários equipamentos instalados a bordo, nomeadamente as máquinas da Wartsila, e instrumentos de navegação.

Foto Puentedemando

 Veja Tambem Naviera Armas compra Trasmediterránea

As provas de mar de um navio é um dos pontos mais importantes do processo da construção, verificando-se se as especificações do navio são cumpridas, principalmente no que diz respeito a velocidade, estabilidade e vibrações.






O “Villa de Teror” será verificado pelos técnicos do estaleiro, juntamente com técnicos da sociedade classificadora e todos os outros fornecedores de equipamentos, supervisionados pelo pessoal técnico da Transmediterrânea.
Foto FerryBalear

Antes de ser entregue em Outubro próximo o navio terá que passar todos os testes e cumprir rigorosamente o caderno de encargos do contrato de construção.

 Veja Tambem Naviera Armas encomenda novo ferry HSC

O novo "Villa de Teror", tem 139,1 metros de comprimento,r22  metros de boca, o car deck tem várias plataformas, com uma capacidade total de 1.985 metros para os veículos ligeiros e 609 metros par  cargas de grande volume como camiões e autocarros. A sua velocidade de cruzeiro  será  de 22 nós, e tem uma capacidade para  1.500 passageiros. Dispõe de  52 cabines,  e tem uma piscina, bar, loja, berçário, área de Food lounge ao ar livre e uma área VIP.

 A partir de Outubro a nona imagem ta transmediterrânea sera exibida no seu novo ferry “Villa de Teror”, na sequência da sua recente aquisição pelo Grupo Armas.

domingo, 16 de setembro de 2018

Marinha Belga destruiu mina da segunda grande guerra

A Marinha da Bélgica destruiu uma mina não detonada da Segunda Guerra Mundial após sua descoberta na costa belga pela tripulação do draga minas BNS Bellis (M916) na quinta-feira.

Foto Gcaptain


Uma equipe de engenhos da marinha belga  não detonados destruiu a mina na sexta-feira, durante a Sandy Coast 2018 ,um exercício naval conjunto que ocorre em águas belgas este mês.

Leia Tambem Afundamento da corveta Afonso Cerqueira no Cabo Girão

Foto Gcaptain



Leia Tambem O afundamento da Corveta General Pereira D'Èça