domingo, 29 de novembro de 2015

Ligaão ferry definida ate o fim do ano

Segundo a edição impressa de hoje do Diário de Noticias, ate o fim do ano será definido que o armador e o ferry que ligará a Madeira ao Continente: Foram concedidos mais quinze dias aos armadores para concluir o processo. Novidade é o aparecimento de mais uma empresa que também segundo o DN agora são sete.
Ao que parece, e vendo pela quantidade de interessados a linha Madeira Continente não tem uma rentabilidade tão baixa como alguns a pintam, sendo que os subsídios deverão ser atractivos


Também conforme o líder da plataforma cívica "Cruise ferry to Madeira" Paulo Farinha, publicou na sua pagina do facebook. ja se conhecem algumas das benesses que virão a ser concedidas pelo Governo Regional ao Futuro operador

Ligaão ferry definida ate o fim do ano

Segundo a edição impressa de hoje do Diário de Noticias, ate o fim do ano será definido que o armador e o ferry que ligará a Madeira ao Continente: Foram concedidos mais quinze dias aos armadores para concluir o processo. Novidade é o aparecimento de mais uma empresa que também segundo o DN agora são sete.
Ao que parece, e vendo pela quantidade de interessados a linha Madeira Continente não tem uma rentabilidade tão baixa como alguns a pintam, sendo que os subsídios deverão ser atractivos


Também conforme o líder da plataforma cívica "Cruise ferry to Madeira" Paulo Farinha, publicou na sua pagina do facebook. ja se conhecem algumas das benesses que virão a ser concedidas pelo Governo Regional ao Futuro operador

NT Madeiro de volta

O "
NT Madeiro" voltou ao Porto Santo para mais uma abastecimento de combustíveis, tendo feito a sua manobra de entrada ontem depois da saída do ferry Lobo Marinho e saindo hoje  logo pela manha rumo a Sines.
Como é habitual a manobra foi feita com o auxilio de dois rebocadores da Apram, o "Boqueirão" e o "Ponta do Pargo."
Mais uma vez me questiono o porque dos abastecimentos de combustíveis ás ilhas serem efectuados com navios afretados parecendo não haver armadores portugueses interessados neste tipo de transporte

.

© Foto Elvio Leão

NT Madeiro de volta

O "
NT Madeiro" voltou ao Porto Santo para mais uma abastecimento de combustíveis, tendo feito a sua manobra de entrada ontem depois da saída do ferry Lobo Marinho e saindo hoje  logo pela manha rumo a Sines.
Como é habitual a manobra foi feita com o auxilio de dois rebocadores da Apram, o "Boqueirão" e o "Ponta do Pargo."
Mais uma vez me questiono o porque dos abastecimentos de combustíveis ás ilhas serem efectuados com navios afretados parecendo não haver armadores portugueses interessados neste tipo de transporte

.

© Foto Elvio Leão

sábado, 28 de novembro de 2015

Chegado ao Albatros e do Thomson Magesty ao Funchal

O primeiro a chegar fo o Albatros, proveniente de Las Palmas. Atracou ás 07h saindo as17h para Leixoes. Depois foi a vez do Thomson Magesty , que vindo de Santa Cruz de La Palma, atracou ás 08h saindo ás 20 para Las Palmas.
Mais uma vez agradeço as fotos enviadas por João Conceição.





M/V Albatros









Thomson Magesty


 © Fotos João Conceição






Chegado ao Albatros e do Thomson Magesty ao Funchal

O primeiro a chegar fo o Albatros, proveniente de Las Palmas. Atracou ás 07h saindo as17h para Leixoes. Depois foi a vez do Thomson Magesty , que vindo de Santa Cruz de La Palma, atracou ás 08h saindo ás 20 para Las Palmas.
Mais uma vez agradeço as fotos enviadas por João Conceição.





M/V Albatros









Thomson Magesty


 © Fotos João Conceição






Picton Castle No Porto Santo

O Tall Ship "Picton Castle chegou ao incio da tarde ao Porto Santo e fundeou bem perto da praia.O "Picton Castle" hoje veleiro, nem sempre o foi. Construído em 1928 como um arrastão a motor sendo depois, em 1939 sido requisitado pela Royal Navy, que o transformou em draga minas. quando acabou a 2ª Guerra Mundial, foi baptizado de Dolmar e trabalhou como cargueiro no Mar do Norte e Mar Baltico.
Em 1990 foi adquirido por Daniel Moreland , seu actual dono e capitão, que o transformou em veleiro.

Características
Comprimento: 55 metros
Boca 7.21 metros
Calado 4,27 metros
Tab: 284 ton
Ano construção 1928
Restauro: 1955 e 1997
Porto Registo: Avatiu Ilhas Cook
Tripulação 12 mais 48 instruendos
Propulsão: 1 motor diesel 690 hp
3 mastros com 1.160m2 de área velica

Picton Casle como caca minas






© Fotos Elvio Leão

Picton Castle No Porto Santo

O Tall Ship "Picton Castle chegou ao incio da tarde ao Porto Santo e fundeou bem perto da praia.O "Picton Castle" hoje veleiro, nem sempre o foi. Construído em 1928 como um arrastão a motor sendo depois, em 1939 sido requisitado pela Royal Navy, que o transformou em draga minas. quando acabou a 2ª Guerra Mundial, foi baptizado de Dolmar e trabalhou como cargueiro no Mar do Norte e Mar Baltico.
Em 1990 foi adquirido por Daniel Moreland , seu actual dono e capitão, que o transformou em veleiro.

Características
Comprimento: 55 metros
Boca 7.21 metros
Calado 4,27 metros
Tab: 284 ton
Ano construção 1928
Restauro: 1955 e 1997
Porto Registo: Avatiu Ilhas Cook
Tripulação 12 mais 48 instruendos
Propulsão: 1 motor diesel 690 hp
3 mastros com 1.160m2 de área velica

Picton Casle como caca minas






© Fotos Elvio Leão

sexta-feira, 27 de novembro de 2015